sexta-feira, março 03, 2006

A D. Lurdes...

... é uma senhora de cinquenta e tal anos que vem à minha casa passar a ferro já há uns anos.
A D. Lurdes, aqui há uns anos perguntou-me se eu achava que ela se deveria inscrever num curso que dava equivalência ao sexto ano porque ia ganhar um subsídio. Eu disse-lhe que sim, que fazia muito bem, até porque até ao nono ano, toda a gente deveria estudar.
A D. Lurdes andou a desesperar porque não percebia nada de português e só tirava negativas nos testes.
A D. Lurdes fez o sexto ano e inscreveu-se para fazer o terceiro ciclo.
Já não discutia com as notas, a não ser com o professor de português que lhe dizia que tinha que ler os livros e dizer o que queriam os autores dizer com aquilo. A D. Lurdes achava que era uma parvoíce "adivinhar o que os homenzinhos queriam dizer"...
A D. Lurdes já fez o nono ano e tem o diploma de costureira porque foi a área que escolheu.
Este ano a D. Lurdes começou a falar que eu tinha muitos livros e eu perguntei-lhe se queria que lhe emprestasse um.
A D. Lurdes levou um livro pequenino e fácil, muito bonito para quem é criança ou está a começar a ler: Não Há Longe Nem Distância do Richard Bach e gostou e pediu outro...
A D. Lurdes levou História De Uma Gaivota E Do Gato Que A Ensinou A Voar do Luis Sepúlveda e gostou e pediu outro...
A D. Lurdes levou Se Perguntarem Por Mim Digam Que Voei da Alice Vieira e gostou e pediu outro...
A D. Lurdes levou O Riso de Deus do António Alçada Batista e já disse que já vai a meio e está a gostar ainda mais do que o anterior...
e eu estou muito orgulhosa da D. Lurdes, apesar de estar cheia de medo das escolhas que tenho feito para ela...

9 comentários:

ana disse...

A minha opinião vale o que vale, mas acho as tuas escolhas excelentes. O do Sepúlveda é um livro que sempre tenho oferecido a quem, adulto, tem dificuldade em ler. E adorei a história da D. Lurdes!

Loca disse...

Eu estou a delirar com a D. Lurdes, é tão bom ver um adulto começar a ler. E agora que os meus queijinhos estão a começar a ler, ainda me sabe melhor pelas diferenças.
Obrigada ana.
:))

Witchie disse...

Que linda história! E que bem que deves estar a fazer à D.Lurdes! :)

ana disse...

E agora que os meus queijinhos estão a começar a ler, ainda me sabe melhor pelas diferenças.

Ah, isso também está a ser tão giro cá em casa! O meu marcendito quer ler tudo o que lhe aparece à frente, é fascinante!

Loca disse...

e o ch, que ainda não aprenderam com o x e o s no fim das palavras, que os dois se põem a discutir quando é cada um, porque o som é o mesmo, tão giro, estou mesmo a gostar.

ana disse...

No outro dia o meu estava a ler um cartaz e disse muito escandalizado: 'Luche?! esta palavra está mal!'. Era o Lux, coitado!

Patiblue disse...

Acho que tens motivos bastantes para estares contente, e partilhares esta história tão bonita. Beijinhos

patxocas disse...

Parabéns! Fizeste que um adulto aprendesse a gostar de ler. É mais difícil que uma criança.

Quanto às escolhas... eu adorei a do sepulveda e gostei também do riso de Deus. ;)

Não te preocupes e mais uma vez parabéns.

Patrícia disse...

Que linda história! A tua D. Lurdes é deliciosa e eu concordo muito com as tuas escolhas.