sábado, novembro 22, 2014

Hoje fomos lanchar a Azeitão e levámos....

.... uns caracóis de salmão e espinafres.

E aqui fica a receita.
Ingredientes:
1 base de pizza
1 embalagem de 100g de salmão fumado
queijo creme q.b. - Usei o de sabor tomate e oregão
mistura de pimentas q.b.
sal q.b.

Modo de preparação:
Pica-se a base de massa de pizza com um garfo e deixa-se a descansar durante uns minutos. Barra-se a base com queijo creme de sabor tomate e oregãos e tempera-se com sal e mistura de pimentas. Sobrepõem-se espinafres que previamente foram escaldados, bem escorridos e cortados em pedaços pequenos, aos quais se sobrepõem as fatias de salmão fumado. Enrola-se como se fosse uma torta e envolve-se em película aderente bem apertada. Leva-se ao frigorífico por duas a três horas, para endurecer ligeiramente. Corta-se em fatias que se dispõem num tabuleiro e leva-se ao forno a 180ºC por cerca de 20 minutos.

Caracóis de salmão, espinafres e queijo creme....

Caracóis de salmão, espinafres e queijo creme....

Caracóis de salmão, espinafres e queijo creme....

sexta-feira, agosto 01, 2014

Uma proposta de batido....

Começar Agosto com um batido foi a proposta do Dia Um... Na Cozinha!. Por cá, os batidos abundam mas sempre feitos com aquilo que está à mão. Hoje foi a vez de sair um batido de meloa e framboesa com uma pitadinha de hortelã menta para puxar o sabor...
Ingredientes:
400 ml de leite magro,bem frio
3 fatias de meloa
125 g de framboesas
hortelã menta picada q.b.

Misturar tudo num copo misturador e beber ainda bem gelado.
Uma delícia!
:))

Batido de meloa, framboesa e hortelã menta....

Ontem....

.... foi fixe! Um fim de dia com a sister e a queijaria na feira de Santiago. Os Azeitonas foram fantásticos. Adorámos, principalmente a Mariana, que ficou depois para ir pedir autógrafos ao seu Miguel Araújo....

terça-feira, julho 01, 2014

E sai uma dourada e legumes grelhados....


Apesar de andar meio afastada e sem tempo para espreitar as deliciosas receitas que vão aparecendo pelo grupo, resolvi aceitar a proposta para a 14ª edição do Dia Um... Na Cozinha! e fui ali à peixaria da Ana comprar um peixe para o almoço. Hoje a escolha estava reduzida a quatro ou cinco espécies mas as douradas, bem redondas e gordinhas, chamaram logo por mim. Trouxe apenas uma, que hoje estou sózinha e resolvi grelhá-la e acompanhá-la com os legumes que ainda restam do cabaz, também grelhados.

A receita é do mais simples que há. Salgar a dourada e deixá-la a tomar gosto enquanto se lavam e cortam em fatias grossas, uma courgete, uma beringela e uma cebola roxa. Ligar o grelhador e, depois de bem quente, grelhar tudo.

Para finalizar fiz um molho para o qual piquei: um molho de coentros, meio pimento verde, 10 folhas de hortelã, 10 alcaparras e um pepino de conserva e acrescentei azeite previamente temperado com piri-piri e rosmaninho, um bocadinho de sal grosso e sumo de um limão. Espalhei-o sobre uma tábua de cozinha onde fui colocando os legumes à medida que saíam do grelhador. Depois de repousar un minutos para tomar o gosto do molho, bastou colocar no prato e levar para a mesa.

Estava uma delícia!

Dourada e legumes grelhados....

sábado, março 01, 2014

Hoje é dia de pizza....

A proposta para a 10ª edição do Dia Um... Na Cozinha! foi a de fazermos pizzas. Por estas bandas a ideia foi muito bem recebida pois os queijinhos adoram quando fazemos as nossas próprias pizzas e começaram logo a magicar qual o recheio que cada um queria na sua. A variedade não foi muita. Aparentemente cada um de nós já escolheu os seus sabores de eleição e, hoje o resultado final foi quase igual ao que fizemos da última vez que comemos pizza. A maior diferença foi a de termos acrescentado espinafres na massa da pizza das meninas.

E aqui fica a receita para quem quiser....

Base
Para os rapazes:

450 g de farinha
1 colher de chá de fermento
200 ml de água
1 colher de café de sal
2 colheres de sopa de azeite

Para as meninas:
450 g de farinha
1 colher de chá de fermento
200 ml de água
1 colher de café de sal
2 colheres de sopa de azeite
1 molho de espinafres picado grosseiramente

Mistura-se tudo até ficar homogéneo e vai durante um bocadito ao frigorífico, envolto em celofane. Entretanto preparam-se os molhos.

Molho branco:
1 colher de sopa de maizena
1 copo de leite
1 pitada de sal
noz moscada q.b.
pimenta q.b.

Leva-se ao lume até ferver e engrossar, mexendo sempre para não colar.

Molho de tomate:
6 tomates médios
1 cebola picada
4 dentes de alho picados
1 golinho de vinho branco
sal q.b.
manjericão picado q.b.
piripiri q.b.
1 fiozinho de azeite
1 colher de sopa de açúcar amarelo que os tomates eram muito ácidos.

Refoga-se a cebola e os dentes de alho, acrescenta-se o tomate, vinho e temperos e deixa-se cozinhar em lume brando até reduzir ligeiramente. Quase no fim acrescenta-se o manjericão ligeiramente picado.

Depois é só rechear a gosto e levar ao forno por 15 minutos a 180ºC.
E estes foram os sabores escolhidos:

Carlota - Salsicha, tirinhas de bacon, fiambre aos cubos, tomate cherry, molho de tomate, queijo mozarella fresco e bué da queijo por cima....

Dia de pizza....

Dia de pizza....

Dia de pizza....

Dia de pizza....

Dia de pizza....


António - Salsicha, tirinhas de bacon, fiambre aos cubos, molho de tomate, tomate cherry, queijo mozarella fresco e bué da queijo por cima....

Dia de pizza....

Francisco - Tirinhas de bacon, cubos de atum, tomate cherry, molho de tomate, queijo mozarella fresco e bué da queijo por cima....

Dia de pizza....

Loca.... - Molho branco, camarões, tomate cherry, tirinhas de bacon, cogumelos, queijo mozzarella fresco, mistura de pimentas e coentros e bué da queijo por cima.... No final, já depois de sair do forno, folhas de manjericão.

Dia de pizza....

Dia de pizza....

Tal como da outra vez, almoçámos à hora do lanche e sobrou pizza para o resto do dia. À noite vamos acompanhá-la com uma salada frequinha, que ontem foi o dia de ir buscar o cabaz de legumes para a semana.

terça-feira, fevereiro 04, 2014

Estava aqui a falar com os meus botões....

.... acerca destes novos cursos superiores, versão rapidinha, que vão começar já no próximo ano lectivo e lembrei-me que seria bom perguntar se o facto dos alunos que não terminaram o ensino secundário poderem optar por esta via, não será mais uma forma encapuzada de diminuir os professores do ensino secundário.

Mas é que não me admirava nada....

Novos cursos superiores de dois anos

sábado, fevereiro 01, 2014

Hoje é dia de sopa....




.... e por aqui saiu uma sopa que é relativamente rápida de fazer e de que gostamos muito: sopa de ovo com milho e cebolinho. Se já tivermos o caldo de legumes feito, que é a base da sopa, então demora cerca de 15 a 20 minutos até estar servida na mesa. E faz-se assim:


Para o caldo de legumes:
1 aipo grande cortado em pedaços com cerca de 5 cms
1 Kg de cenouras cortadas com cerca de 5 cms
2 cebolas grandes cortadas em quartos
3 litros de água

Põem-se os legumes e a água num tacho tapado e deixa-se ferver em lume brando durante cerca de hora e meia. Passa-se por um escorredor e reserva-se.

Para a sopa:
1,5 litros de caldo de legumes
2 colheres de sopa de maizena
1 dedo de gengibre ralado
1 colher de chá de alho em pó
1/2 colher de chá de óleo de soja
2 ovos + 2 claras
1 molho de cebolinho finamente picado (o nosso ficou mais grosseiro que foi cortado com uma tesoura)
milho de 2 maçarocas cozidas
sal q.b.
mistura de pimentas q.b.

Mistura-se o caldo de vegetais com a maizena, o gengibre, o óleo e o alho em pó até que o líquido não tenha grumos. Leva-se ao lume até ferver, mexendo de vez em quando. Deixa-se ferver por 3 minutos. Retira-se do lume. Entretanto batem-se os ovos com as claras. Com uma vara mexe-se o caldo para criar movimentos circulares e deitam-se lentamente os ovos. Adiciona-se o milho e cebolinho e tempera-se com sal e pimenta a gosto. Serve-se de imediato.

E aqui está a nossa escolha para participar no Dia Um... Na Cozinha! de Fevereiro.

Sopa de ovo com milho e cebolinho....

quinta-feira, janeiro 23, 2014

#15 - Crónicas do autor desconhecido....

Who ever painted this is my hero....

Há muito que não publicava as crónicas do autor desconhecido mas há umas que não se podem deixar passar em branco de tão incrível que parecem. Ora vejam esta de um autor que frequenta o ensino secundário:

"A tecnologia desenvolve-se apartir de ideias que partem da ciência numa relação de interdependência e respondem às necessidades da sociedade podendo assim evacuar populações, prever e prevenir. Isto contribui para a evolução da ciência que nos permite conhecer os fundos oceânicos apartir da deriva continental a tectónica de placas.
Actualmente sabemos que para prevenir os fundos oceânicos existe os navios para sondas, os ROV, a sismicidade, recolha de materiais.
A ciência está sempre a evoluir."

Se eu ainda considerar que se estavam a treinar respostas de exame, cujos tópicos de resposta foram trabalhados oralmente e escritos no quadro para orientação, então só me resta uma solução: cortar os pulsos, aaaaarrrrrgghhhhhhhhhhhhhh.... será possível?!....

quarta-feira, novembro 20, 2013

Às sextas....

.... há doces na sala de profs.
Esta sexta foi a minha vez mas, porque a sexta é simultaneamente o dia em que nos vestimos de azul pela Diabetes, em vez do doce, levei um salgado. Escolhi fazer a minha variante de pão ou rolo de carne e vegetais, utilizando massa folhada num dos rolos.

A primeira vez que fiz esta receita foi nos anos da Xaninha, há já dois anos, adaptada duns rolinhos que o Jamie Oliver sugeria para festas de crianças. Apesar de ele ter os seus quês e não primar pela limpeza enquanto cozinha, tem umas ideias interessantes que facilmente se adaptam à nossa forma de cozinhar. Com o tempo, a receita foi ficando alterada com os ingredientes e temperos trocados por outros que resultam melhor. A forma dos rolos também mudou e agora, quase sempre, em vez de rolinhos pequeninos, faço um rolo grande que se corta em fatias individuais.

Pão de carne picada e vegetais....

E a receita aqui fica para quem quiser experimentar.

1 embalagem de massa folhada
2 embalagens de massa de pizza
3 alhos franceses
1 courgette grande
7 cenouras médias
1 kg de tomates maduros
1 ramo de mangericão
2 mãos cheias de sementes de papoila
1/2 kg de carne picada de vaca
2 copos de pão ralado
1 copo de vinho branco
1 ovo
1 fio de azeite
sal q.b.
piripiri q.b.
alho em pó q.b.

Começa por se cortar os alhos franceses em quadradinhos de meio centímetro e refogam-se com o azeite e umas pedrinhas de sal. Assim que estiverem macios, juntam-se as cenouras e a courgette raladas e envolve-se bem. Deixa-se em lume brando por uns minutos, acrescentando de seguida os tomates reduzidos a polpa. Tempera-se com sal, piripiri, alho em pó, folhas de mangericão e adiciona-se o copo de vinho. Depois de ferver, deixa-se em lume brando por cerca de 15 minutos. Acrescenta-se a carne picada, envolvendo bem e deixa-se cozinhar por mais quinze minutos.

Deixa-se arrefecer e acrescenta-se o pão ralado para absorver o molho. Estica-se a massa folhada e pica-se com um garfo. Coloca-se o recheio no centro e envolve-se com a massa, tendo o cuidado de colar bem para não abrir durante a cozedura. Pincela-se com o ovo batido e polvilha-se com as sementes de papoila. Faz-se o mesmo para os outros rolos.

Vai ao forno por 30 minutos a 180ºC. No meu forno, que está velho e a temperatura não é igual em todos os lados, tenho que cozinhar mais cinco minutos com a base voltada para cima para que não fiquem moles por baixo. Deixa-se arrefecer um bocadinho antes de cortar para que o recheio fique ligeiramente mais firme e não se cole à faca. São bons quentes ou frios e, por aqui, é um dos pedidos dos queijinhos para ir nas lancheiras em dias de visitas de estudo.

sábado, novembro 09, 2013

A menos de uma semana....

.... do Dia Mundial da Diabetes.

Take a step for DIABETES....

Take a step for Diabetes.....

Na próxima 5º feira - 14 de Novembro -Corrida Nocturna em Setúbal. Veste uma peça azul e vem comemorar o Dia Mundial da Diabetes.

Take a step for DIABETES....

E no sábado, vem caminhar....

sexta-feira, novembro 01, 2013

Dia Um... Na Cozinha! #6 - Crumble com fruta da época....


Inspirada na receita de Nigel Slater, fiz o meu primeiro crumble. Aproveitei as pêras e as maçãs que tinham vindo no cabaz de legumes da semana passada e, para que não ficassem sobras para esta semana, acrescentei-lhe dois pêssegos-careca que teimavam em não ser comidos. Adicionei ainda umas sementes de girassol e de abóbora para ficar com as proteínas que faltavam para a marmita do dia seguinte. Ficou uma delícia. O cheiro que invadiu a casa toda convidava a mais uma fatia, mesmo depois de terminada a refeição. Por pouco não sobrava nada.
Dia Um... Na Cozinha!


Receita
Ingredientes:
- 4 pêras
- 4 maçãs
- 2 pêssegos-careca
- sumo de 1 limão
- raspa de 1 limão
- 3 colheres de sopa de açúcar mascavado
- 1 pitada de sal.

Para o crumble:
- 300 g de farinha
- 120 g de manteiga
- 1 pitada de sal
- 3 mãos cheias de sementes de abóbora
- 3 mãos cheias de sementes de girassol
- 3 colheres de sopa de açúcar mascavado.

1. Descascar e cortar os frutos e colocá-los num recipiente que possa ir ao lume e ao forno.
2. Adicionar o açúcar, sal e sumo de limão.
3. Em lume brando deixar cozinhar durante aproximadamente 10 minutos.
4. Adicionar a raspa de limão.

Crumble de frutos da época

5. Num recipiente à parte, juntar a farinha com a manteiga, cortada em cubos pequenos e misturá-los com as mãos até que fique com o aspecto de crumble.

Crumble de frutos da época

6. Adicionar o resto dos ingredientes e misturar bem.
7. Colocar a mistura sobre a fruta e levar ao forno pré-aquecido a 180ºC durante cerca de meia hora.

Crumble de frutos da época

O crumble pode comer-se quente ou frio. Há quem goste com um cheirinho de natas bem frescas para contrastar os sabores e as temperaturas mas, nós por cá, preferimos evitá-las e manter os sabores simples. É uma receita a repetir, ficou uma delícia de cheiro e de sabor.

Crumble de frutos da época....

quarta-feira, outubro 30, 2013

Comida de geólogos....

.... é dinâmica!

Faz-se por estratos, tem direito a falhas e dobras e, frequentemente, há ocorrências inesperadas. Hoje a comida foi uma lasanha quase só de vegetais. Tinha um cheirinho de fiambre e de fiambre de peru fumado para agradar à queijaria que gosta dessas iguarias. Foi feita com a ajuda do F. que gosta destas andanças no mundo da culinária e que sugeriu os temperos a acrescentar, para lhe dar aquele gostinho especial.

Começámos por cortar abóbora em cubos e cozê-la ligeiramente em água temperada com sal. Depois de bem escorrida, foi reduzida a puré e temperada com cinco pimentas (preta, branca, rosa, jamaica e verde), alho em pó e coentros. Reservámos. De seguida cortámos dois molhos de espinafres, um ramo de coentros frescos, um alho francês e cinco dentes de alho e salteámo-los num pinguinho de azeite para perderem parte do líquido. Reservámos. Fizemos então o molho para unir tudo, com iogurte grego temperado com os mesmos temperos utilizados previamente (sal, pimentas, alho e coentros).

Passámos então para a construção dos estratos: Abóbora em baixo, seguida de folhas de lasanha, iogurte, fatias de queijo, fatias de fiambre, mais lasanha, espinafres, fiambre fumado, mais queijo, mais iogurte, mais lasanha, mais abóbora, mais queijo e iogurte para terminar.

Foi para o forno por 30 minutos a 180ºC e, como a travessa é transparente, conseguimos ver os dobramentos e falhas a ocorrerem à medida que a massa absorvia os diferentes molhos. Brincámos com os campos de forças distensivos e compressivos e fomos ficando cada vez com mais água na boca pois o cheirinho estava fenomenal.

O último prato a ser servido é sempre o meu e.... puff, bruscamente ocorreu um deslizamento....
:))

Lasanha....

segunda-feira, outubro 21, 2013

Às sextas....

.... há lanche na sala de profs e a Isabel S. fez uma bola de comer e chorar por mais. A receita virá a seguir....

Bola da I.

Bola da I.

sábado, outubro 05, 2013

Às sextas....

.... há lanche na sala de profs para os que ficam até ao fim....

Ontem foi a vez da Isabel F.

#2 - À sexta é dia de lanche na sala de profs....

#2 - À sexta é dia de lanche na sala de profs....

quarta-feira, setembro 18, 2013

E podia ser para tanta gente....

mas hoje é mesmo a pensar na queijinha.