domingo, junho 28, 2009

Rio....

Rosarinho.... (by Loca....)


Poema XVIII

Impetuoso, o teu corpo é como um rio
onde o meu se perde.
Se escuto, só oiço o teu rumor.
De mim, nem o sinal mais breve.

Imagem dos gestos que tracei,
irrompe puro e completo.
Por isso, rio foi o nome que lhe dei.
E nele o céu fica mais perto.

Eugénio de Andrade

2 comentários:

Céu Maia disse...

então miga desapareceste do mapa??? tenho saudades né..... bjos grandes

Loca disse...

Ih Céu, pois foi.... ainda tenho aulas, até 23 de Julho, por incrível que pareça. Programa Novas Oportunidades.
E agora os queijinhos estão de férias, ando para trás e para a frente a levá-los e trazê-los das actividades de Verão, não tenho parado um minuto.

Assim que conseguir passo por aí, mil bêjos para ti e para o Z.
:))