quinta-feira, abril 16, 2009

#3 - Estou quase a obter o meu diploma....

Elabore um pequeno texto onde explicite os principais tipos de emigração referindo as razões que lhe estão subjacentes.

"Ao longo tempo existe vários tipos de emigração: a legal e a ilegal.
A emigração ilegal é o facto de sair de um país num acto repreensível. Como por exemplo: os emigrantes que se aventuram em pequenos barcos cheios de seres humanos e sem condições para serem transportados e tentam atravessar o estreito de Gibraltar.
Este tipo de fenómeno é originado pelas profundas desigualdades entre os países, assim como no interior destes, provocam contínuos fluxos de seres humanos das zonas mais pobres para aquelas onde as condições de vida são melhores. Também a pobreza que existe no Terceiro – Mundo, as guerras sistemáticas e tendo enormes recursos naturais como por exemplo ouro, petróleo não conseguem evitar este fenómeno que tem aumentado.
A emigração legal é aquele cidadão português que vai para estrangeiro trabalhar com um contrato de trabalho e de residência. Como por exemplo um trabalhador português vai trabalhar para estrangeiro para uma empresa estrangeira/portuguesa mas já tem um contrato trabalho e de residência.
As razões pelas as quais os cidadãos tomam esta atitude são:
• Razões Económicas
• Natureza Social
• Política
• Religiosa
Razões Económicas vão em busca de uma vida melhor em termos económicos e possuem um nível de escolaridade relativamente baixa.
Natureza Social os cidadãos não gostam da sociedade da localidade onde residem.
Como por exemplo um cidadão que reside no Barreiro muda-se para Setúbal.
Política em certos países havia perseguição política aos seus cidadãos devido a diferentes ideologias de ideias. Como por exemplo os cidadãos de Cuba emigram para os EUA.
Religiosa durante a II guerra na Alemanha todos cidadãos judeus eram perseguidos e capturados. Como por exemplo os cidadãos judeus eram mandados para campos de concentração.
Os países que seduzem os emigrantes portugueses são: a Suíça na Europa e Angola em África."

Esta vai ter direito a ilustração!Tive que me conter na sala de aula para não rir às gargalhadas enquanto lia o texto e me passavam à frente dos olhos imagens destas pérolas imperdíveis.
Só me chateia é saber que, por muita força que eu faça em sentido contrário, por muitas correcções que mande fazer e, por muito tempo que demore a corrigir o trabalho deste formando, daqui a menos de um mês ele terá o seu diploma de conclusão do 12º ano. Isso mesmo, leram muito bem, 12º ano. Agora digam-me lá se não acham que nós somos uns palhaços que para aqui andamos?

3 comentários:

num relance disse...

suspiro pavorosamente fundo... estava a ler e a visualizar alguém no antigo 3º ou 4º ano de liceu (agora o 7º ou 8º?)... não há dúvida que o circo se instalou e a palhaçada do mestre de cerimónias só deixa tristeza...

Cenoura disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cenoura disse...

Oh pá, assim claro, 12º para todos! Escolaridade obrigatória até ao último ano da faculdade!