quarta-feira, fevereiro 20, 2008

Olha, afinal ganhei em tribunal....

É interessante esta vida de professor. Ele há uns que são efectivos de escola e não se preocupam com as andanças e concursos e lugares nas listas de graduações, e ele há outros, como eu, de quadro de zona pedagógica, que antigamente íamos a concurso todos os anos e que, agora, somos obrigados a ficar três anos na mesma escola, quer tenhamos ficado bem ou mal colocados no concurso. Depois há os contratados, que nos concursos nem professores são, chamam-lhes indivíduos, veja-se bem.... indivíduos, não é que eles não o sejam mas, chamar a todos os outros, professores e aos contratados, indivíduos, não me parece muito próprio.....
Mas vamos ao que interessa.

Hoje, dia 20 de Fevereiro, recebi um telefonema de uma senhora, presumo que advogada, do sindicato, do qual já nem faço parte porque irritei-me com a ausência de respostas que deles recebia. E foi assim:

Ela: É a professora Gabriela Ferreira?
(apeteceu-me dizer-lhe que não, que sou a Gabriela Bruno....)
Eu: Sim, e a senhora é?
Ela: (Disse um nome qualquer que escrevi na agenda da minha mãe e do qual já me esqueci) É para lhe dizer que ganhou em tribunal.
Eu: ????? (nem eu já me lembrava do que ela queria dizer) Sim e....
Ela: Ganhou em tribunal (repetiu)
Eu: (finalmente me lembrei que no ano de 2002/2003 recorri aos serviços do sindicato por, pela quarta vez ter ficado mal colocada no concurso) Sim e agora, quais são as consequências disso?
Ela: Agora já não vai ser colocada na escola, claro.
Eu: E então? O que acontece?
Ela: Agora conta um mês e depois telefona-me para ver se o ministério não pediu recurso para então podermos ir para a frente.
Eu: Para a frente?
Ela: Pedir que seja indemnizada.
Eu: Como?
Ela: Pois, tem é que provar tudo.
Eu: Provar tudo o quê?
Ela: Todas as despesas que teve, gasolina, portagens, casa alugada, creches....
Eu: (Grande e sonora gargalhada)
Ela: Pois, eles não pagam a não ser que se prove tudo.
Eu: Oh minha senhora, esta é a primeira vez que me contactam desde que eu aí fui para pagar as despesas com o processo. Nunca a senhora contactou comigo, nunca me disseram que este processo demoraria todos estes anos e nunca me disseram que deveria guardar durante mais de quatro anos os recibos da gasolina e portagens. Só pode estar a brincar comigo....

Nem vale a pena continuar.... funciona bem o sindicato, adorei ser contactada por eles e saber que ganhei o processo. Afinal eu tinha razão mas, olha, de nada me serviu!

1 comentário:

bb disse...

Impressionante! Enfim...

Beijoca grande