sábado, março 18, 2006

Coisas de que NÃO me quero esquecer...


Francisco: Já sei o que quero ser quando fôr grande...
Loca: O quê?
Francisco: Polícia, cantor ou vendedor de coisinhas (dando pulos e fazendo gestos com as mãos das coisinhas que ia vender).
António: Eu não. Eu quero ser professor, cantor ou vendedor de coisinhas. (Virando-se para o Francisco) Tu não devias querer ser policia, porque depois vem um bandido com uma pistola e pum, pum, mata-te.
Francisco: 'Tá bem, então quero ser professor!

9 comentários:

elisabete disse...

Que doçura que me enterneceu e fez sorrir tão genuinamente! Este breve, mas profundo, diálogo faz mesmo parte daquelas pequenas-grandes coisas a reter para sempre. Que filhos maravilhosos tu tens, amiga!
Mil beijos.

E.

nninnoca disse...

Esta é mesmo daquelas coisas que não nos podemos esquecer... e que os que ja tinham esquecido aproveitam para não voltar a esquecer.
(Que meninos tão linnndosssss!!!!)

ana disse...

Oh céus, eles dizem coisas tão lindas! Vendedor de coisinhas! O meu disse-me ontem: 'Mãe, eu ainda quero ser bombeiro alentejano, mas daqueles dos helicópteros, que é para não me queimar.'

Loca disse...

eheh Ana, essa também é boa. Porquê alentejano?

Patrícia disse...

Que lindos vendedores de coisinhas que tu tens!
Deliciosos!
Quanto ao teu filhote Ana, so demonstra que e esperto!!!!

ana disse...

Quando vamos à minha terra, ele adora ir com o avô ao quartel dos bombeiros. O comandante mete-o nos carros todos, mostra-lhe o helicóptero por dentro, põe-lhe o capacete... Daí que bombeiros, para ele, só os alentejanos, mesmo.

Loca disse...

ah, gostei, ainda bem que aqui comentaste, assim tb não me esqueço dos bombeiros alentejanos.
:))

pikenatonta disse...

Lembro-me perfeitamente de teres contado isto! :)
Os teus queijinhos são o máximo! eh eh! *****

anamae2 disse...

Os teus queijinhos são deliciosos.